Como os produtos DTx são diferentes dos aplicativos de saúde?

Profissional analisando dados do paciente

06 de junho, 2022

Profissional analisando dados do paciente
Veja quais são as principais características dos aplicativos de saúde e no que eles ficam devendo em relação às terapias digitais

Ainda que, em alguns pontos, possam compartilhar características parecidas, as terapias digitais (também conhecidas como digital therapeutics ou DTx) reúnem vários aspectos que as diferenciam dos aplicativos de saúde. E compreender isso é importante para avaliar os potenciais benefícios desses produtos tanto para a saúde e o bem-estar dos pacientes, quanto para sua aplicação em sistemas de saúde.

Logo, este texto traz uma definição do que são as terapias digitais, quais são os seus diferenciais com relação aos aplicativos de saúde e que benefícios elas podem trazer. Acompanhe e veja o que você precisa saber sobre esse assunto.

O que são as terapias digitais?

As terapias digitais disponibilizam intervenções terapêuticas baseadas em estudos clínicos a partir de softwares de alta qualidade desenvolvidos para tratar, gerenciar ou prevenir uma doença ou distúrbio.

Elas podem ser utilizadas de forma independente ou em combinação com medicamentos, dispositivos médicos ou quaisquer outras formas de terapia já utilizadas. Logo, torna-se possível aprimorar os tratamentos disponíveis e alcançar melhores desfechos clínicos.

Portanto, a atenção das terapias digitais foca no acompanhamento do tratamento, no manejo de doenças ou ainda na melhoria da condição de saúde do paciente, incluindo nisso a prevenção de enfermidades e complicações decorrentes delas. Tudo isso é certificado pelas autoridades regulatórias, de forma similar ao que já acontece com medicamentos tradicionais. Isso garante a eficácia e a segurança desses produtos para os usos propostos.

A partir desses parâmetros, as terapias digitais são desenvolvidas para que a intervenção médica possa ser feita por meio de um software e acompanhada pelos provedores de serviços de saúde.

Ao mesmo tempo, elas não ignoram a relação médico-paciente. Logo, as terapias digitais empoderam pacientes, médicos e os financiadores dos serviços de saúde, oferecendo uma ampla gama de intervenções seguras, efetivas e de alta qualidade, sempre tomadas com base nos melhores dados disponíveis.

Leia também: Veja como as terapias digitais estão revolucionando o sistema de saúde

No que as terapias digitais são diferentes dos aplicativos de saúde?

Como destacamos na introdução, terapias digitais e aplicativos de saúde muitas vezes compartilham algumas das mesmas características. Isso se dá, principalmente, pelo fato desses produtos e serviços estarem incluídos num amplo espectro de tecnologias de saúde digital.

Desse modo, é comum que determinados aplicativos possam ser utilizados para a promoção do bem-estar, para aumento da aderência a determinados tratamentos, para monitorar a condição do paciente ou mesmo para incentivar determinados comportamentos. Enquanto isso, as soluções de terapia digital podem ser empregadas para o tratamento, o manejo e a prevenção de doenças.

Assim, muitas ferramentas são designadas de forma genérica como aplicativos de saúde. Normalmente, eles estão disponíveis para download em lojas de aplicativos de smartphone e são indicadas para uma ampla gama de questões relacionadas ao incremento do bem-estar. Além disso, elas apresentam escalas variadas de proteção aos dados do usuário e suporte de evidência clínicas a respeito da sua efetividade.

Diante de tudo isso, é de se esperar que esses aplicativos de saúde abarquem uma grande variedade de propósitos. Isso torna necessário a correta distinção entre diferentes produtos: pacientes, médicos, financiadores dos serviços de saúde e tomadores de decisões devem ser informados a respeito do que está oferecido e o que esperar de cada alternativa.

Leia também: Efeitos das terapias digitais em pacientes com diabetes

Como reconhecer as terapias digitais?

Paciente vendo os dados gerados pelos sistema digital

Com isso em mente, vale reforçar as diretrizes norteadoras do desenvolvimento e a disponibilização de terapias digitais. Levando isso em conta, fica mais fácil identificá-las e diferenciá-las em relação aos aplicativos de saúde. Assim, toda terapia digital tem como princípios:

  • Tratar, prevenir ou manejar uma doença ou distúrbio;
  • Produzir uma intervenção médica orientada por um software;
  • Incorporar as melhores práticas em design e controle de qualidade;
  • Engajar o usuário final no desenvolvimento e na usabilidade dos produtos;
  • Acrescentar proteções relativas à privacidade e a segurança dos pacientes;
  • Aplicar as melhores práticas de implementação, desenvolvimento e manutenção;
  • Publicar os resultados de ensaios clínicos e desfechos significativos em periódicos revisados por pares;
  • Ser autorizado ou certificado por órgãos regulatórios para apontar benefícios, riscos e propósitos de uso;
  • Divulgar informações de acordo com o status de desenvolvimento clínico e demais aspectos regulatórios
  • Coletar e analisar os dados coletados.

Em suma, as terapias digitais são desenvolvidas para prover suporte na prevenção, tratamento e manejo de doenças, com intervenções disponibilizadas por meio de plataformas digitais a partir das melhores evidências disponíveis, delimitando os benefícios, os riscos e os propósitos. Por sua vez, os aplicativos de saúde não alcançam tais requisitos, com um escopo de atuação mais genérico e menos robusto.

Quais são os benefícios das terapias digitais?

A partir do cerne do desenvolvimento das terapias digitais, elas conseguem prover aos pacientes, médicos e cuidadores soluções clinicamente validadas e facilmente escaláveis para o tratamento, a prevenção e o manejo de uma ampla variedade de doenças. Esses são aspectos tão importantes que fizeram com que os principais atores do setor estivessem reunidos em uma aliança, a Digital Therapeutics Alliance, da qual a Axenya faz parte.

Isso oferece a todos os envolvidos novas opções terapêuticas para apoiar, melhorar ou substituir os atuais padrões de tratamento. É muito comum ainda que várias doenças tenham como única alternativa intervenções farmacológicas, por exemplo. Agora, com as terapias digitais, cada vez mais pacientes poderão se beneficiar dessas soluções para alcançar bons resultados no que diz respeito à sua saúde.

As terapias digitais vão além dos aplicativos de saúde em praticamente todas as dimensões. Esse arranjo coloca à disposição dos pacientes soluções capazes de atender suas necessidades e melhorar os desfechos obtidos durante o tratamento.


>>>REFERÊNCIAS:

DTx Value Assessment & Integration. Version 2.0. Disponível em https://dtxalliance.org/advancing-dtx/dtx-value-guide/

Profissional analisando dados do paciente

Axenya e HealthCO se juntam para criar um ecossistema de saúde corporativa digitalmente aumentado, fornecendo e gerindo planos de saúde de forma digitalizada e protegendo a saúde do colaborador, de ponta a ponta, durante toda a jornada de cuidado.