Jornada do paciente crônico: quais são os desafios atuais?

Médico analisando dados digitais de paciente crônico

11 de julho, 2022

Analisando dados digitais de paciente crônico

Saiba como cada etapa na jornada do paciente crônico pode ser aprimorada com o auxílio das terapias digitais

Com cada vez mais pessoas sofrendo das doenças crônicas, é natural que o reforço dos cuidados com esse público se torne uma preocupação de médicos e demais responsáveis pela gestão de sistemas de saúde. Nesse sentido, otimizar de maneira constante a jornada do paciente crônico traz reflexos positivos.

Todavia, vários desafios permeiam essa tarefa: eles vão desde a dificuldade na tomada de decisões até o acompanhamento adequado da evolução do quadro. Logo, encontrar soluções para solucionar essas questões está no escopo de novas soluções já implementadas ou ainda em desenvolvimento.

As etapas da jornada do paciente crônico

Doenças crônicas são aquelas cuja duração é longa (muitas vezes pela vida toda), progressão lenta e prognóstico de difícil previsão. Inclusive, não é raro que tais condições permaneçam despercebidas por anos.

Contudo, sem o tratamento adequado, elas geram consequências graves, incluindo a morte. Só para se reforçar o impacto dessas enfermidades, em 2019, 54,7% dos óbitos registrados no Brasil foram causados pelas chamadas doenças crônicas não transmissíveis, como o diabetes, doenças cardiovasculares e pulmonares, entre outras.

O quadro não é muito melhor em outras partes do mundo e há dados que estabelecem o agravamento da situação das doenças crônicas em maior grau na população de países de renda baixa e média.

Assim, mais do que nunca, repensar e aprimorar a jornada do paciente crônico é fundamental na obtenção não só de melhores desfechos clínicos, como na promoção de uma maior qualidade de vida naqueles atingidos por tais problemas.

Desse modo, em poucas palavras, a jornada do paciente (crônico ou não) pode ser resumida com a sucessão de etapas por qual ele atravessa desde o primeiro sinal de que há algum problema e o contato inicial com o serviço de saúde, indo até o período posterior, o que pode envolver a necessidade de acompanhamento, de acordo com o diagnóstico feito.

Leia também: Como os produtos DTx são diferentes dos aplicativos de saúde?

A importância do cuidado contínuo

No caso das doenças crônicas, a jornada do paciente costuma ser mais longa e complexa, exigindo uma série de cuidados contínuos em diferentes dimensões. As razões para isso envolvem as mudanças de hábito e o acompanhamento necessário para que tais enfermidades não saiam do controle.

O paciente com diabetes, por exemplo, deve receber orientações contínuas não apenas em relação aos medicamentos prescritos, como também sobre as formas de acompanhamento do índice glicêmico e para a implementação de uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos.

A adesão a tais condutas certamente contribuí para uma melhor evolução do quadro. No longo prazo, isso favorece não só uma maior qualidade de vida, como ajuda na redução dos custos decorrentes das complicações oriundas das doenças crônicas. Em suma, o acompanhamento contínuo ajuda ao longo de toda a jornada do paciente crônico por meio de medidas como:

  • Mudança de hábitos;
  • Ampliação sobre a compreensão da própria condição de saúde;
  • Melhoria da eficiência do tratamento;
  • Controle geral da doença;
  • Redução do risco de complicações;
  • Adesão ao tratamento proposto.

Os principais desafios para a obtenção dos melhores resultados

Paciente crônico recebendo receitas de remédios

Ainda que o aprimoramento da jornada dos pacientes crônicos traga uma série de benefícios, inúmeros desafios podem se interpor entre o médico, o paciente e os recursos do sistema de saúde. Os mais frequentes são:

  • Informações limitadas para a tomada de decisões;
  • Falta de acompanhamento contínuo de um profissional;
  • Adivinhar diferentes variáveis em relação a sua saúde a partir de sinais imprecisos;
  • Registrar sozinho e muitas vezes de forma manual vários indicadores relativos à sua saúde;
  • Frequência de visitas ao médico aquém do ideal.

Felizmente, várias soluções vêm sendo pensadas e desenvolvidas para contornar tais barreiras. Dessa forma, o paciente crônico pode ter à disposição o cuidado contínuo, envolvendo não apenas o médico, mas diferentes profissionais de saúde.

As terapias digitais (DTx) são exemplos de produtos desenvolvidos com esse fim. Eles fornecem intervenções terapêuticas digitais clinicamente comprovadas por meio de softwares de alta qualidade desenvolvidos com a missão de prevenir, controlar ou facilitar o manejo de determinada doença.

Por meio delas, o paciente com diabetes pode manter dados em tempo real sobre seu índice glicêmico, o que facilita o ajuste da conduta por parte do médico, de acordo com a evolução do indicador.

Assim, a jornada do paciente crônico se torna mais efetiva, contribuindo para que ele tenha o acompanhamento adequado em diferentes condições. Além disso, com tal avanço, os pacientes tendem a se tornar mais participativos e engajados ao longo de todas as etapas de promoção do cuidado.

Aproveite e saiba mais sobre o efeito das terapias digitais em pacientes com diabetes.


>>>REFERÊNCIAS:

Noncommunicable diseases. World Health Organization. Disponível em: Noncommunicable diseases (who.int)

Saúde apresenta atual cenário das doenças não transmissíveis no Brasil. Ministério da Saúde. Disponível em: Saúde apresenta atual cenário das doenças não transmissíveis no Brasil — Português (Brasil) (www.gov.br)

Diretrizes para o cuidado das pessoas com doenças crônicas nas redes de atenção à saúde e nas linhas de cuidado prioritárias. Ministério da Saúde. Disponível em: Diretrizes para o cuidado das pessoas com doenças crônicas nas redes de atenção à saúde e nas linhas de cuidado prioritárias (saude.gov.br)

Prevenção de doenças crônicas: um investimento vital. Ministério da Saúde Disponível em visao_geral_prevencao_doencas_cronicas.pdf (saude.gov.br)

Médico analisando dados digitais de paciente crônico

Axenya e HealthCO se juntam para criar um ecossistema de saúde corporativa digitalmente aumentado, fornecendo e gerindo planos de saúde de forma digitalizada e protegendo a saúde do colaborador, de ponta a ponta, durante toda a jornada de cuidado.