Por que vale a pena investir na saúde dos funcionários?

Funcionário sorridente relaxante inclinando-se em cadeira de escritório

15 de agosto, 2022

Funcionário sorridente relaxante inclinando-se em cadeira de escritório

Todo o cuidado com a saúde dos funcionários deve ser pensado como um investimento, já que traz uma série de benefícios

É normal que muitos negócios vejam as despesas com saúde apenas como um custo a ser administrado dentro da contabilidade do empreendimento. Essa é uma visão equivocada, uma vez que investir na saúde dos funcionários pode trazer impactos positivos não só para os custos da empresa, como para os resultados como um todo. Ou seja, logo de cara é preciso parar de pensar na saúde como uma despesa e encarar todo investimento no setor com algo com potencial de retorno que muitas vezes vai além da mera questão financeira (embora isso seja importante para a sustentabilidade da empresa, claro!). Com isso em mente, fica mais fácil tirar o melhor custo-benefício de cada iniciativa.

Com qual conceito de saúde sua empresa trabalha?

Foi-se o tempo em que a ideia de saúde designava apenas um estado no qual o indivíduo apenas não estava doente. Tal mudança deve ser considerada no planejamento da empresa para investir no bem-estar dos colaboradores com maior eficiência. Por isso, leve em conta sempre que a saúde deve ser enquadrada num perfeito estado de bem-estar físico e mental e não apenas a ausência de qualquer doença. A partir desse princípio, adotado pelas autoridades de saúde mundo afora, o indivíduo fica mais perto da capacidade de desenvolver todo o seu potencial.

No ambiente de trabalho, o investimento na saúde vai desde a prevenção de acidentes dentro da empresa até a promoção de um ambiente que não afeta a saúde mental dos colaboradores, passando pelo acesso adequado a serviços de saúde, sempre que necessário.

Quais os benefícios de investir na saúde dos funcionários?

Números e indicadores não são a única forma de ver como o investimento na saúde dos colaboradores traz bons resultados. Para estimar de forma correta tal retorno, é preciso ter uma dimensão melhor dos benefícios, muitos dos quais intangíveis.

1. Engajamento e produtividade

Funcionários sem problemas e dispostos certamente rendem mais e permanecem mais engajados no dia a dia de trabalho. Com isso, será possível perceber ganhos de produtividade. Além disso, o investimento em saúde reduz o chamado presenteísmo, que é quando o colaborador aparece para trabalhar, mas não tem as condições para desempenhar suas atividades de forma adequada.

2. Redução de custos

A combinação de absenteísmo elevado e altas taxas de sinistralidade do plano de saúde mantido pela empresa certamente contribui para custos com saúde dos colaboradores cada vez mais altos. Por isso, trabalhar na prevenção e na promoção do bem-estar pode contribuir para equacionar tal questão.

3. Atratividade e confiança

De um lado, o investimento em saúde pode reduzir o turnover, diminuindo o entra e sai de novos colaboradores. Uma taxa de turnover alta gera custos trabalhistas e com a demanda do treinamento dos novos recursos humanos. Do outro, a atenção com o bem-estar da equipe pode ajudar na retenção de talentos, aumentando a qualidade dos profissionais à disposição.

Leia também: Saúde digital: o que é, quais são as principais categorias e quais os benefícios?

Como fortalecer o acesso à saúde de forma inovadora?

Tecnologia e saúde

O custeio de planos de saúde costuma estar entre as principais iniciativas de investimento em saúde nas empresas. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde de 2019, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase metade dos usuários desse tipo de serviço tinha o custo bancado integralmente ou parcialmente pelo empregador. Além disso, programas internos de promoção de hábitos saudáveis e campanhas de conscientização marcam presença nas iniciativas mais comuns.

Para aumentar a eficiência do investimento em saúde, é essencial combater as causas mais frequentes de adoecimento. Entre elas, as doenças crônicas merecem atenção especial, principalmente pelo seu caráter permanente e, muitas vezes, silencioso.

Pensando nisso, com o auxílio de novas tecnologias é possível trabalhar em alternativas que favoreçam a adesão aos tratamentos indicados, promovam mudanças de hábitos e forneçam informações para decisões mais conscientes. No mais, toda iniciativa em busca de uma vida mais saudável deve envolver o vínculo entre pacientes, médicos e demais profissionais de saúde.

Com sorte, a implementação de novas soluções impacta esse cenário de forma inovadora, aperfeiçoando toda a jornada do paciente, principalmente diante de condições crônicas. Alternativas desenvolvidas a partir de evidências científicas e com a devida regulação serão elementos cada vez mais indispensáveis para quem quiser investir na saúde dos funcionários de forma eficiente.

Quer saber mais? Entenda como as empresas podem viabilizar o acesso à saúde e ainda reduzir custos.


>>>REFERÊNCIAS:

Pesquisa Nacional de Saúde 2019. Disponível em:

liv101748.pdf (ibge.gov.br)

O que significa ter saúde? Disponível em:

O que significa ter saúde? – Saúde Brasil (saude.gov.br)

Funcionário sorridente relaxante inclinando-se em cadeira de escritório

Axenya e HealthCO se juntam para criar um ecossistema de saúde corporativa digitalmente aumentado, fornecendo e gerindo planos de saúde de forma digitalizada e protegendo a saúde do colaborador, de ponta a ponta, durante toda a jornada de cuidado.